Pan 2023: Brasil Conquista a Prata no Vôlei Feminino

0
137
Andy Lyons/Getty Images

Seleção dominicana supera brasileiras e conquista medalha de ouro pela segunda vez

Após uma vitória difícil sobre o México na semifinal, a equipe feminina de vôlei do Brasil perdeu sua invencibilidade no jogo mais importante dos Jogos Pan-Americanos em Santiago. Com muitos erros de ataque, especialmente no segundo set, o Brasil foi derrotado na decisão pela República Dominicana por 3 a 0, com parciais de 26/24, 25/16, 25/19, e conquistou sua quarta medalha de prata no vôlei feminino do Pan. A seleção dominicana conquistou sua segunda medalha de ouro na história da competição. A equipe brasileira, que se manteve invicta desde o primeiro jogo, foi superada pelo time comandado pelo brasileiro Marcos Kwiek. No caminho para a final, o Brasil derrotou Cuba, a maior vencedora da história da competição com oito ouros, além da Argentina e Porto Rico, garantindo com facilidade a liderança do Grupo A. Com 15 pontos, cinco por vitória, as brasileiras avançaram diretamente para a semifinal contra o México, vencendo por 3 a 2 em um confronto acirrado. 

No primeiro set, o Brasil e a República Dominicana iniciaram o jogo de forma equilibrada, lutando ponto a ponto. Helena, do Brasil, abriu o placar com um excelente lance dentro da quadra dominicana. No entanto, um erro crucial de Maiara permitiu que Martínez, a principal jogadora dominicana, pontuasse contra o Brasil. A disputa continuou acirrada, com ambos os times cometendo erros de saque. A equipe brasileira conseguiu uma pequena vantagem de três pontos com Maiara marcando um ponto no chão, seguido por um erro de Peña e um bloqueio de Larissa. As dominicanas quase alcançaram o Brasil, mas Sabrina garantiu o nono ponto para as brasileiras. Apesar dos esforços, o Brasil não conseguiu manter a liderança. As dominicanas se destacaram com um ace de Larissa e um bloqueio de Helena contra Gonzales. O Brasil tentou se recuperar, mas as dominicanas continuaram a dominar. O técnico dominicano, Marcos Kwiek, solicitou uma revisão de invasão de Sabrina, arriscando um set point para as adversárias, mas a revisão não foi concedida. O set chegou a 23 a 23, mas as dominicanas se mostraram imbatíveis, fechando em 26 a 24.

No segundo set, o Brasil enfrentou dificuldades, cometendo muitos erros e entregando várias bolas para a defesa dominicana. Isso permitiu que as dominicanas construíssem uma grande vantagem, chegando a um impressionante 7 a 1. A diferença aumentou para oito pontos. Apesar dos esforços de Naiane, que fez um lançamento inteligente na quadra dominicana, o Brasil conseguiu apenas 7 pontos contra os 15 da República Dominicana. Tainara mostrou alguma reação, elevando o nível de jogo, mas os poucos erros das adversárias impediram que o Brasil se aproximasse. Houve uma tentativa de reação quando o placar estava em 23 a 15, com um bloqueio brasileiro, mas Gonzáles encerrou o set em 25 a 16.

No terceiro set, as brasileiras tentaram voltar ao jogo, mantendo-se iguais até o quinto ponto. Gonzáles e sua equipe abriram uma vantagem de 3 pontos, mas Tainara respondeu à altura, empatando o jogo em 10 a 10. Após um saque fora do Brasil e uma revisão solicitada pelas dominicanas, o ponto foi confirmado, aumentando a liderança no placar. Com um ace de Arias e um erro de saque de Lorena, a situação do Brasil ficou complicada. Brayelin Martínez pontuou e chegou a cair em quadra, mas logo se recuperou. A seleção caribenha assegurou a vitória com outro ace, fechando o set em 25 a 19 e garantindo a medalha de ouro no jogo.

Apesar da derrota, a jornada da equipe brasileira nos Jogos Pan-Americanos foi marcada por vitórias memoráveis e pela conquista da medalha de prata. As jogadoras brasileiras demonstraram talento, dedicação e espírito esportivo ao longo do torneio, sendo verdadeiras representantes do vôlei feminino do país.

Esta experiência servirá como aprendizado e motivação para futuros desafios. A determinação e a paixão das atletas brasileiras continuam a inspirar, mostrando que, mesmo diante das adversidades, o espírito esportivo e a busca pela excelência são os verdadeiros valores que guiam a equipe. Com trabalho árduo e perseverança, a seleção feminina de vôlei do Brasil irá se preparar para as Olimpíadas de 2024.

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here